Ser fiel nos pequenos propósitos é fundamental quando se trata de criar uma rotina e novos hábitos. Muitas vezes queremos mudar muitas coisas ao mesmo tempo, e ao invés de construir uma nova rotina, a consequência é justamente uma sobrecarga. Por isso, começar com pequenos hábitos e ir evoluindo gradualmente pode ser uma abordagem mais eficaz.

Ao longo desta postagem, vou explanar sobre as vantagens de começar de forma leve e gradual, acrescentando algumas dicas para criar uma rotina saudável que funcione para sua realidade. Espero que este post ajude a inspirar e motivar você a criar hábitos saudáveis ​​que durarão por bastante tempo.

Criando uma rotina possível

Criar uma rotina pode parecer difícil, mas é importante lembrar que cada indivíduo possui sua própria realidade e não existe uma abordagem única para todo mundo. Cada realidade possui exigências próprias, e é preciso encontrar o que funciona melhor de acordo com as suas necessidades.

Falando por mim, que sou uma trabalhadora CLT, além das horas diárias de trabalho, tento incluir na minha rotina diária estudos, exercícios, lazer e descanso. Parece muita coisa para encaixar em um único dia, e realmente é, mas é possível, seguindo alguns critérios:

Não exagere ao criar o cronograma:

Não exagerar ao criar o cronograma é o primeiro passo para desenvolver uma rotina em que seja possível fazer tudo aquilo que se propõe fazer. Seria impossível depreender inúmeras horas para tudo o que eu gostaria de fazer, então, ao invés de entulhar o meu dia, ou a minha semana com inúmeras tarefas, separei pequenos blocos de tempo para cada uma delas.

Ao começar com poucas horas, é possível criar um hábito de forma mais leve e menos estressante. Além disso, essa abordagem oferece algumas vantagens, como a possibilidade de ajustar a rotina às necessidades de cada dia, e evitar se sobrecarregar com atividades que podem acabar sendo abandonadas no futuro.

Saber definir o que é prioridade:

Definir o que é prioridade é a parte mais importante ao implementar uma nova rotina. Dando como exemplo a minha própria, decidi que precisava voltar a fazer exercícios, estudar, ler ,ter um tempo de qualidade com a minha família, e um tempo para oração. Essas eram as minhas prioridades.

Então, pensando no tempo que teria disponível, me propus a me exercitar pelo menos 4 vezes por semana, em um tempo médio de 40 minutos. O mesmo para o estudo. Ao invés de estipular uma grade fechada de “x” horas por dia, comecei a retornar os estudos enumerando assuntos a serem estudados na semana, com um tempo mínimo de 30 minuto.

Estipulei um tempo mínimo para o cumprimento de cada tarefa, e tentei ser fiel no pouco. Assim, gradativamente, com a internalização da rotina, vou acrescentando mais tempo para cada tarefa.

Não desistir no primeiro tropeço:

É bem possível que nos primeiros dias, ou semanas, você acabe não cumprindo uma ou outra atividade. E ao invés de desistir, olhe cada dia como uma nova oportunidade de recomeçar. Não se permita esmorecer, apenas olhe para frente e continue.

Ser fiel nos pequenos propósitos

anote tudo, não Confie Na Sua Mente.

Não sei vocês, mas a Amanda de hoje não pode simplesmente confiar o que precisa ser feito a própria memória. Caso contrário vou deixar passar inúmeros compromissos por puro esquecimento. Por isso, utilize alguma ferramenta de organização para te ajudar no processo.

E quando falo de ferramenta de organização, não estou afirmando que você precise de um planner. Muito pelo contrário, um bloco de notas, um calendário, um caderno, o celular, qualquer coisa poder ser utilizado. Use aquilo com o qual está familiarizado e se sinta confortável só não deixe de ter onde escrever seus compromissos.

Comece e seja fiel nos pequenos proposito todos os dias

Em resumo, Ser fiel nos pequenos propósitos é uma abordagem poderosa para criar hábitos saudáveis. Ao começar com poucas horas e evoluir gradualmente, é possível evitar a sobrecarga e ajustar nossa rotina de acordo com nossa realidade única.

A chave é encontrar o que funciona melhor e ser consistentes. Lembre-se de que pequenas mudanças podem ter um grande impacto ao longo prazo, portanto, comece com passos pequenos, mas consistentes, e permita-se ajustar conforme a necessidade. Com dedicação e perseverança você criará uma rotina que promova seu bem-estar e leve a resultados duradouros. V

Vamos em frente, um passo de cada vez, sem nunca desistir.

Forte Abraço!

Foto destacada por: Marcos Paulo Prado na Unsplash; Foto 1 por Kenny Eliason na Unsplash

Amanda Almeida

Próxima postagemPostagem anterior

8 comments

  • Emerson says:

    Um post inspirador para começar essa semana. Se a gente não for fiel e não conseguirmos ouvir nós mesmos, estamos arruinados. Devemos ter esse sentimento de solitude e cuidado conosco. Adorei o post. Parabéns!

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Reply
  • Diogo says:

    Ava, é isso! Acho que as vezes acabamos idealizando coisas que são totalmente desconexas com a situação do momento, e isso atrapalha muito a manter uma rotina e continuar com os objetivos que buscamos, sofro muito com isso. Ultimamente, venho fazendo as mudanças por pequenos passos, e tornando eles, de maneira calma e natural no meu cotidiano. E é sobre isso, um passo de cada vez mesmo!

    Até mais!
    escrito no ar

    Reply
  • Claudia Hi says:

    Essa postagem foi uma (in)direta pra mim?! haha rindo de nervoso, porque tudo o que você escreveu é verdade e é algo que eu preciso colocar em prática pra ontem. Um passo de cada vez. Boa sorte pra gente. Amém!

    Reply
  • karolini barbara says:

    Criei uma rotina há muito tempo e desde então a sigo.
    É claro que no decorrer dos anos ela mudou um pouco para se adequar as minhas realidades e metas daquele momento.
    Mas ela sempre permaneceu a mesma, sendo fiel ao uso do que preciso.
    Ps.: Ava sou como você, não posso deixar de anotar nada, porque caso contrário cairá no esquecimento.
    huahuahuahuahuahua

    Karolini Barbara

    Reply
  • Rae says:

    Ava, que post significante! Muitas vezes eu me encontro com preguiça de dar o primeiro passo, mas quando me imponho e não me deixo ser levada por ele, vejo o tanto de coisa que eu conquistei só por ter me superado. Nós não imaginamos o quanto somos capazes até tentar, não é?!

    Reply
  • Carol Daixum says:

    Estava com saudade de ler seus posts. 🙂
    Criar uma rotina e hábitos não é uma tarefa fácil mesmo. E realmente para cada um, vai funcionar de um jeito!
    Uma coisa que me ajuda muito é saber que muita coisa, só depende de mim. Até dá um certo desespero, mas ao mesmo tempo é bom saber que estou no controle, ao menos, dessa parte hahaha. De começar e querer, sabe? Por exemplo, eu não curto muito fazer atividade física, mas vou aos pouquinhos e sempre quando bate preguiça, tento lembrar da sensação de quando consegui vencê-la. Isso meio que me impulsiona no dia seguinte. E sim: anotar é fundamental. Caderninho e bloco de notas do celular são melhores amigos por aqui! ^^

    Beijos, Carol
    http://www.pequenajornalista.com

    Reply
  • Renata Carvalho says:

    Esse texto falou comigo de tantas formas diferentes! Eu tenho a mania de me planejar para começar um hábito novo (praticar exercícios, ler um livro etc.) quando uma semana nova começa, ou um mês, ou um ano... E se eu falhar nesse início, já desisto de tudo logo!
    Acho que o maior desafio pra mim é não desistir, ir aos tropeços mesmo, que uma hora eu vou conseguir me firmar e ser constante nas tarefas. Preciso colocar isso na cabeça!

    Beeeijos,
    Livro de Memórias

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *